Inicial / Gerais / Presidente do Sinpol-SC se reúne com senadores em Brasília

Presidente do Sinpol-SC se reúne com senadores em Brasília


example1
O presidente do Sinpol-SC, Anderson Amorim, participou de reuniões em Brasília, na quarta e quinta-feira (5 e 6/10),  no Senado Federal com o objetivo de buscar apoio estratégico para ações contra projetos de lei que, se aprovados, trarão imensos prejuízos aos policiais civis.

Juntamente com presidente da Cobrapol, Jândra Gandra e o diretor Institucional e Intersindical do Sinpol-SC, Sandro Barbosa Quevedo, foram recebidos pela senadora Ana Amélia Lemos (PP-RS).  A reunião foi viabilizada pelo Deputado Estadual Frederico Antunes (PP), ocasião em que os representantes dos policiais civis solicitaram da parlamentar apoio no combate ao PLC 54 (antiga PLP 257) e à PEC 241, projetos de lei que tramitam, respectivamente, no Senado e na Câmara dos Deputados. Também houve encontros com os senadores Paulo Paim (PT-RS) e Lasier Martins (PDT-RS).

Anderson afirma que os projetos, se aprovados, irão tirar direitos conquistados dos policiais e demais servidores públicos. Entre os prejuízos estão arrocho salarial, aumento da contribuição previdenciária, provável prejuízo às aposentadorias, proibição de progressão na carreira, incentivo à demissão voluntária, aumento de carga horária, entre outros.
example1
TRÂMITE DAS MATÉRIAS

A PEC 241 que prevê o congelamento de gastos públicos avançou no Congresso nesta semana, os deputados que participam da comissão especial dedicada ao tema, 23 dos 30 deputados votaram pela aprovação do texto-base da Proposta de Emenda à Constituição 241, que limita as despesas do governo federal à variação do índice oficial de inflação (IPCA) aferida no ano anterior. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, confirmou para a próxima segunda-feira (10) a votação da PEC 241 pelo Plenário, em primeiro turno. Ele espera concluir os trabalhos até terça-feira (11). Depois segue para o Senado.

O Projeto de Lei Complementar (PLP) 257/16, que autoriza o refinanciamento da dívida dos estados e do Distrito Federal, terá um efeito devastador sobre os servidores públicos das três esferas de governo está com a Mesa Diretora da Câmara dos Deputados e pode ser votada a qualquer momento.


example1

Veja Também

CONGRESSO NACIONAL: Agenda semanal e pauta de debates da Câmara e Senado

Resumo da semana – 29/08 a 01/09/2017 Na semana em que o impeachment de Dilma …