Inicial / Diversos / Professora tem Tese premiada em concurso nacional de ciências criminais

Professora tem Tese premiada em concurso nacional de ciências criminais

professora-marciaA relação da Lei Maria da Penha com a violência conjugal foi o pano de fundo da tese defendida por Márcia Cristiane Nunes, no Programa de Pós-Graduação em Ciências a Linguagem, Campus Tubarão. Ao submeter a pesquisa ao 20° Concurso de Monografias de Ciências Criminais, a professora da Unisul conquistou a terceira colocação.

O concurso nacional de monografias é promovido pelo Instituto Brasileiro de Ciências Criminais. Seu objetivo é premiar seis monografias cujas temáticas abordadas tratassem de temas de Direito Penal, Direito Processual Penal, Criminologia, Criminalística, Medicina Legal, Política Criminal, Direito Penal Internacional bem como de Ciências Sociais afins às áreas das Ciências Criminais.

A professora Márcia faz parte do corpo docente da Unisul e hoje atua na UnisulVirtual, nos cursos da área da Segurança Pública, nas Unidade de Aprendizagem: Introdução à Segurança Pública; Criminalística e Investigação Criminal; Direitos da Criança e do Adolescente, entre outras. “Tive a grata satisfação de ser classificada em 3º lugar, com a pesquisa intitulada: Lei Maria da Penha e violência conjugal: análise discursiva dos efeitos de sentido nas instituições e nos sujeitos envolvidos”, relata a professora.

Márcia defendeu seu doutorado em agosto de 2015, sob orientação do professor Maurício Eugênio Maliska. Aprovada com distinção, a pesquisa partiu da hipótese de que os sentidos produzidos no processo de aplicação da Lei Maria da Penha pelas instâncias de poder envolvidas (Polícia Civil e Poder Judiciário), como representativos do Estudo, e as instâncias individuais (mulheres vítimas e homens agressores) têm efeitos diversos e contraditórios, o que pode interferir na eficácia da aplicação desse instrumento jurídico, quanto ao enfrentamento desse tipo de violência.

Fonte: http://hoje.unisul.br/professora-tem-tese-premiada-em-concurso-nacional-de-ciencias-criminais/

Márcia é agente de Polícia Civil lotada na Delegacia de Proteção a Criança, Adolescente e Mulher e ao Idoso de Araranguá.